Dia Internacional da Violência Contra as Mulheres | 25 de Novembro

Dia Internacional da Violência Contra as Mulheres | 25 de Novembro

Porque as mulheres são as principais vítimas de violência, e porque não podemos deixar sem refletir sobre este flagelo, durante o dia serão realizadas sessões de sensibilização e informação sobre a violência no namoro, com os alunos do 11.ºA e do 11.º D.

ALGUMAS REFLEXÕES E DADOS:

O estudo “Violência no Namoro 2019” revela que 58% dos jovens já foram vítimas de violência, mais 2% do que em 2018, e 67% acha isso natural, ligeiramente menos do que em 2018, mas ainda assim uma percentagem elevada.

O estudo da UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta (2019) contou com uma amostra de quase 5000 jovens de todos os distritos do país, Portugal Continental e Ilhas, com média de idades de 15 anos. Alguns resultados deste estudo apontam para a necessidade de uma reflexão mais atenta e reforçam a importância do trabalho de prevenção. Neste sentido, refere-se que quase metade dos/as jovens (41%) que namora (ou já namorou) reportaram já ter experienciado pelo menos uma forma de violência por parte de atual ou ex-companheiro/a.

 

Justificam um maior número de queixas de violência no namoro e uma ligeira descida dos que entendem esse comportamento “natural”, como uma maior “consciência para o problema”, sendo esse o fator positivo.

Conclusões que, para os autores dos estudos, são preocupantes e que revelam a necessidade de se apostar numa maior prevenção, realizando ações de sensibilização sistemática.

Tendo por base estes estudos torna-se fulcral no contexto escolar ser explorada esta temática. Neste sentido, hoje foi realizada uma ação de informação e sensibilização junto dos alunos do 11º ano com o intuito de os sensibilizar sobre a violência no namoro e dotá-los de mais competências e estratégias para saberem lidar com as consequências nefastas neste âmbito. Concomitantemente, através desta sessão foi explorada a temática da eliminação da violência contra a mulher.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *